Os conservantes alimentares mais populares

Os conservantes alimentares mais populares

Desde sempre conservava-se comida. Fumar, marinar, secar, decapar em sal - estes métodos prolongavam de forma tão natural como possível o prazo de consumo de alimentos.

O uso de aditivos utilizados está indicada no rótulo do produto. O símbolo "E" indica a conformidade com as normas europeias, e os números subsequentes indicam:

- de 100 até 199. Colorantes. Estão em marmeladas, bebidas, licores, pastilhas ou sopas em pó. Alguns deles podem causar reações alérgicas (erupção cutânea ou falta de ar), ou doenças do estômago.

- De 200 até 299. Substâncias conservantes. E 210 (ácido benzoico), que pode irritar a mucosa do estômago e intestinos, causando azia e erupção cutânea. Pode ser encontrado em geleias, sumos de frutas, refrigerantes, margarinas, conservas de peixe, legumes marinados ou molhos de frutas e vegetais. Potássio e nitrito de sódio então E 249 e E 250, comumente usados para conservar a carne, podem levar a mudanças cancerígenas no corpo. Sulfatos, designados por E 220 e E 228 estão localizados por exemplo em conservas, sumos de frutas, vinho, produtos de batata, no caso de indivíduos suscetíveis podem causar náuseas e dores de cabeça.

- De 300 até 399. Substâncias acidificantes. São por exemplo ácido acético (E 260), que se encontra em frutas e vegetais marinados, molhos, são mal tolerados por pessoas com estômago sensível. O cloreto de potássio (E 508), cálcio (E 509) e magnésio (E 511) são adicionados aos temperos e não são recomendados para pessoas que têm insuficiência renal ou hepática. Em grandes quantidades têm um efeito laxante ao organismo.

- De 400 até 499. Os produtos de espessamento e gelificantes. Por exemplo ácido alogénico (E 400), especialmente não é recomendado para mulheres grávidas e caroteno (E 407), que pode contribuir para úlceras intestinais.

- Acima de 500. São todos outros extras, incluindo os substitutos do açúcar (aspartame, sacarina). Presentes em doces, pastilhas, refrigerantes e sumos.